Como curar a candidíase (também chamada de monilíase, sapinho, cândida e balanopostite em homens), sem remédios e definitivamente?


Increva-se gratuitamente para receber em seu e-mail mais informações sobre como tratar a candidíase:
 
Nome (opcional):
 


A candidíase tem cura e pode ser solucionada sem remédios. É isso o que você poderá descobrir neste site. Você aprenderá aqui que a candidíase é uma doença secundária, ou seja, ela depende de outras doenças ou outras condições que debilitam o corpo para apresentar sintomas.


Se você compreende o que isso significa, você pode desconfiar que utilizar remédios no tratamento, quando recorrente (quando as crises voltam com frequência), é inútil, pois "deve haver" outro problema no corpo que está causando a infecção fúngica.


Esse raciocínio deve levá-lo a compreender que tratar a infecção diretamente pouco resolve, já que a causa é algo que não está sendo medicado (ou sequer identificado).


A grande dificuldade em curar a candidíase está no fato de que identificar o problema que causa a doença é extremamente difícil e muitas vezes, chega-se à conclusão de que trata-se de algo que não pode ser solucionado completamente como é o caso de diabeticos, portadores de HIV e pessoas que apresentam alergias.


Mesmo nesses casos, contudo, é possível controlar as manifestações da monilíase. Para isso é preciso conhecer muito bem seu funcionamento.


Para casos mais simples que não envolvem doenças incuráveis, o controle da candidíase recorrente não é nem um pouco difícil, mas ainda assim é preciso compreender como o fungo sobrevive no corpo e como seus hábitos podem estar favorecendo a sobrevivência da cândida ao invés de manter sua população no nível mínimo desejado para o corpo humano.


O livro Candidíase Tem Cura (na coluna ao lado) ensina detalhadamente como superar a doença sem necessidade de uso de medicação.


Nossa equipe não é "contra" a medicação farmacêutica, inclusive apoiamos o uso de remédios para alívio de crises quando elas ocorrem.


O problema todo, entretanto, está em ACABAR com a recorrência de uma vez por toda e não simplesmente medicar os sintomas TODA vez que eles ocorrem. Você entende a diferença?


Não é possível acabar de vez com a doença com remédios pelo simples fato de que as causas não são afetadas pelo uso dos medicamentos antifúngicos como Fluconazol (Diflucan), Itraconazol, nistatina e pomadas diversas.


Um exemplo claro e fácil de entender é uma alergia mal controlada. Remédios contra cândida obviamente não afetam a condição alérgica. Uma pessoa que sofra de candidíase alérgica pode apresentar frequente recorrência e em cada episódio utilizar com sucesso os medicamentos farmacêuticos recomendados para candidíase.


Mas o problema nào é a cândida, é a alergia! A alergia vai continuar causando candidíase até que a pessoa a controle, independente das medicações específicas que ela tome para tratar a doença quando as crises ocorrem.


Há casos ainda mais simples, causados por mera ansiedade, estresse, má alimentação, excesso de açúcar no sangue, uso de pílula anticoncepcional, uso de antibióticos e até mesmo condições ambientais como morar em um local úmido.


Em todos esses casos, o controle da doença não depende do uso de remédios - que podem seguramente ser usados durante um episódio para amenizar os sintomas (esse tipo de medicação não oferece riscos à saúde), mas sim da investigação da causa da doença ao mesmo tempo em que alguns hábitos são alterados para tornar o corpo um local "menos convidativo" para fungos.


Isso não é difícil de fazer, mas é preciso saber O QUE fazer.


E é esse o nosso objetivo aqui: esclarecer os diversos mitos que cercam o assunto e ensinar como se livrar da doença de uma vez por todas.

Esperamos que você possa aproveitar o nosso conteúdo. Se gostar do site e quiser apoiá-lo, não se esqueça de clicar nos botões do Facebook, Twitter e Google+ para compartilhar nossos artigos na mídia social de sua preferência.


Se você tem um interesse maior no assunto e deseja se inscrever no site para receber mais informações sobre nossos estudos e notificações de novos artigos e perguntas respondidas publicadas por aqui, você pode se inscrever nos diversos pontos no site em que você pode inserir seu e-mail.


Se você apresenta candidíase recorrente, o livro Candidíase Tem Cura pode ajudá-lo bastante na compreensão do que fazer para reduzir ou até mesmo parar com a reincidência da doença completamente.


Perguntas enviadas para nossa equipe são respondidas na seção "Perguntas & Respostas", contudo, não podemos analisar casos individuais como ajudar com diagnósticos ou recomendar tratamentos (para isso você precisa ver um médico pessoalmente!). As perguntas respondidas são genéricas (como as que você pode ver já respondidas na mesma seção). Mais sobre perguntas e como fazer a sua, clique aqui.



 

Equipe Candidíase Tem Cura

 


JUNTE-SE AOS MAIS DE 15.000 LEITORES QUE JÁ CURARAM A CANDIDÍASE CONOSCO

 
Nome (opcional) 

 

Política de Privacidade: Respeitamos a sua privacidade. Não compartilhamos com outros sites ou empresas os e-mails de nossos assinantes, nem enviamos spam.