- Candidiase Tem Cura - http://www.candidiasetemcura.com.br -

O que é a candidiase?

A candidíase é uma infecção causada pelo fungo candida albicans que atinge milhões de homens e mulheres, de todas as idades em todo o mundo. A candidíase se dá quando há um crescimento anormal de um fungo normalmente presente em nosso organismo.

Este fungo, em níveis normais, vive em nosso organismo sem causar maiores danos. Ao encontrar ambiente propício para sua reprodução entretanto e sem encontrar muita resistência (sistema imunológico fraco), o fungo se multiplica em níveis que causam os sintomas que são conhecidos como as crises de candidíase.

Num organismo saudável, este fungo raramente encontra oportunidade para se multiplicar de forma preocupante, por isso crises de cândida geralmente ocorrem quando, por algum motivo, seu sistema imunológico não está funcionando 100%. Dietas para perda de peso, uso de antibióticos, stress intenso, uso de medicamentos com corticóides, uso de pílula anticoncepcional, anemia, enfim, diversos são os motivos pela qual seu sistema imunológico pode abrir uma brecha para a reprodução desenfreada da cândida albicans. A ponta do iceberg são os sintomas que você apresenta. A candidíase pode atacar basicamente qualquer parte do corpo, desde as juntas, músculos, cérebro, intestino, até os casos mais conhecidos como a área vaginal, bucal (sapinho) e peniana.

Em casos de candidíase recorrente é necessário uma observação mais profunda das causas das reincidências. A cândida pode estar ativa em alguma outra parte do seu organismo (como em seus intestinos) e raramente seu médico irá disgnosticá-la. Outros casos são causados por condições não relacionadas à candidíase como alergias, uso de pílula anticoncepcional, má alimentação, obesidade, uso de antibióticos, outros medicamentos como corticóides ou antidepressivos ou mesmo condições como diabetes, lúpus e AIDS.

É importante compreender que a candidíase não se pega e principalmente não é uma doença sexualmente transmissível, sendo a transmissão possível, porém não comum, já que a cândida já vive na pele de todos nós – não existe uma “contaminação” de fato, no entanto, a pessoa predisposta (sistema imunológico comprometido) pode acabar desenvolvendo sintomas ao ter contato com uma quantidade muito grande de cândida, justamente o que ocorre durante uma relação sexual com uma pessoa com sintomas ativos de candidíase. Essas crises, no entanto, dado que o sistema imunológico da pessoa dê conta de superar a proliferação da cândida, logo passa e a pessoa não tem mais problemas. No caso de outras doenças transmissíveis, a transmissão ocorre quando um microorganismo estranho ao corpo é transmitido de uma pessoa para outra. Não é o caso da candidíase, pois a cândida não é um organismo estranho, todo mundo têm cândida na pele, no trato digestivo e nos genitais. A candidíase é apenas um caso de super crescimento da população desse fungo.